Os perigos de comparar-se aos demais

Talvez todo mundo saiba que nunca é saudável se comparar a ninguém. Mas às vezes, mesmo sem perceber, a gente acaba caindo nesse jogo mental.

Pensando a nulla, abbandoni le pistole per i paragoni dei paragoni con i demais, vai su quel riflesso di una gente che rinuncia all’esercizio distruttivo dell’umana vez to todas? 🙏🏻🤞🏻

  • Baixa autoestima

Quando no comparamos com outras pessoas, não existe nenhum benefício nisso. Inoltre, ficamos cada vez mais pra baixo e vamos diminuindo quem somos e tudo o que conquistamos.

“A grama do vizinho é sempre mais verde”. Talvez porque o vizinho esteja lá cuidando and regando a grama dele enquanto você está parado na janela, escondido atrás da cortina, invejando o que é dos outros, sem cuidar da sua própria grama. #fikdik 😉

  • Falta de empatia

È molto popolare con un grande successo e verrai conquistato. Difficile essere immaginato come batalhas pelas quais aquela pessoa passou, todas come dificuldades que enfrentou no caminho.

Quando è il momento, come è accaduto a 3 anni fa, scappare “ah, come mai? Nasceu com talento! O dom vem da família … ”e ancora, 20 anni fa, ti passerai per praticando? Com calos nos dedos, sem Sair com os amigos, estudando em casa sozinho. Tudo isso passa despercebido.

Nas olimpíadas isso ficou muito claro. Um nadador treina 4 anos, muitas horas por dia, pra diminuir alguns milésimos de segundos em sua chegada. Milesimos de segundos são o que separam el de um recorde mundial, de uma medalha de ouro.

  • Autosabotagem

Esistema perfetto in precisione, porque elas próprias se sabotam. Conhece alguém que é assim? Talvez você mesmo seja um pouquinho assim? Pois é. Quando nos autosabotamos, não é preciso crise financeira, não é preciso ninguém pra puxar nosso tapete, não é preciso olho-gordo em top da gente. A gente faz esse trabalho sozinho. 😰

  • Procrastinação

Tutto ciò che è necessario è confrontare il tempo con il momento in cui tutto è completamente diverso dai mesos, mentre si investe nello stesso tempo e si correggono i dosaggi dei sonos.

Qual è la quantità di energia mentale e di tempo che desperdiçamos ha richiesto di vivere vivendo? Ti piacciono le idee e le idee per i nossas vidas dentro das nossas cabeças?

Se a gente aproveitasse esse tempo ocioso e realmente colocasse a mão na massa, è il momento migliore per arrivare ai prossimi obiettivi.

  • Pensar pequeno

Vezes, quando queremos para nós o que os outros conquistaram, podemos simplesmente estar pensando pequeno. E da te que amigo na faculdade já tem um carro? Talvez ele tenha ganhado dos pais (sem desmerecer, mas não foi exatamente um mérito dele comprar o carro).

E da parte tua colegas de turma do ensino médio já casaram, já tiveram o primeiro, o segundo filho? Você tem o seu próprio tempo, você traça seu próprio caminho.

Esprimere questa espressione in inglese ” walk in my shoes “. Significa algo como “se você quer ser quem eu sou, tem que enfrentar os desafios que eu enfrento”. Geralmente quem se compara aos demais, enxerga somente as vitórias.

Questa frase è stata tradotta in un momento di empatia con la verità in cima. Queremos come maravilhas de ser o outro, mas não queremos suas dores.

Durante il corso di Treinamento di RH e workshop di ministrar su proiezioni di oggetti, scatti di storia e di vita in uno scenario, in un audit di circa 400 persone.

O palestrante promuove l’esercizio fisico, in questo modo, grazie alla piastra, che è la gente di papà ed escrevesse o il problema più grave. Depois amassasse a folha e jogasse aleatoriamente no auditório.

Depois, Pediu que cada um pegasse uma bolinha de papel do chão. Pediu que lessem or pior problem by vida da outra pessoa and perguntou orguém gostaria de trocar de lugar com a pessoa escreveu naquela folha de papel.

400 persone. Nenhuma levantou a mão.

Os nossos problemas são nossos por algum motivo. Porque temos que aprender alguma coisa com eles. Viver a vida do outro nunca seria a melhor saída para ninguém.